Maio 22, 2019

ACESSAR CONTA

Usuário
Senha
Lembrar

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO VEREADOR DELEGADO MORARI SOBRE O ARQUIVAMENTO DO CONCURSO PÚBLICO DA SAÚDE DE ROLIM DE MOURA.

O vereador Renato César Morari  (PPS), popular Delegado Morari  vem a público esclarecer sobre a matéria do Executivo municipal, vinculada em alguns veículos de comunicações onde cita nome do vereador sendo responsável pela denúncia feita ao Ministério de Público de Rolim de Moura e pelo atraso para o chamamento dos aprovados.

O vereador Delegado Morari vem repudiar a postura do Executivo Municipal pela postura de tentar, de forma falaciosa colocar a responsabilidade do atraso do chamamento dos aprovados no concurso municipal da saúde realizado em 2017.

O atraso na conclusão do certame e chamamento dos aprovados nada tem a ver com a função de fiscalizador exercido pelo vereador Delegado Morari, que apenas exerceu sua atribuição com vereador, eleito pela maioria do povo para representar no legislativo, procura exercer seu papel com isenção e representando os anseios da população.

No lançamento do Edital de inscrição diversas denúncias referentes ao concurso público de Rolim de Moura, foi trazido o vereador Delegado Morari, uma das mais graves foi o indiciamento da Empresa ganhadora da licitação para a aplicação do concurso.

Ainda na fase de inscrição o vereador Delegado Morari, oficiou o TCE e o Ministério Público, informando sobrea as denuncias e solicitando o acompanhamento do certame.

Após a realização da prova do concurso, vários cândidos protocolaram reclamação de possíveis irregularidade já na aplicação da prova.

Com a divulgação do gabarito preliminar e divulgação das notas e nomes dos aprovados, várias outras representações e denúncias foram feitas pelos participantes do concurso ao Ministério Público.

Posteriormente com o gabarito oficial e a divulgação dos nomes dos aprovados, surgiu outras reclamações, haja vista a discordância entre o gabarito preliminar e o gabarito oficial em relação ao nome dos aprovados no concurso.

Diante desta divergência preventivamente o Ministério Público recomentou a suspenção do chamamento dos aprovados, instaurando o procedimento apuratório.

Após a conclusão da apuração realizada no Ministério Público e apresentação das justificativas e explicações da Empresa que realizou o certame o Ministério Público arquivou a investigação.

O trecho da divulgação da matéria que narra os seguintes fatos: “Vale ressaltar que a população foi prejudicada diretamente com denúncias infundadas e apócrifas que culminaram com o atrasado na homologação do Concurso, impedindo a Administração Municipal de realizar contratações de médicos, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, entre outros profissionais, pois o município possui um déficit no quadro de profissionais da saúde”, tentando de forma inverídica atribuir o atraso do chamamento na atuação legal e necessário do vereador Delegado Morari em relação ao certame, busca mais uma vez tirar a responsabilidade do Executivo, em suas ações desastradas e inábil na gestão de nosso município.  

O vereador está trabalhando em prol da população rolimourense e agindo de forma correta cumprindo sua missão e fiscalizando o executivo, pois foi para isso que o vereador foi eleito e então em hipótese alguma vai deixar irregularidades passar despercebido e o vereador irá continuar fiscalizando.

Mais uma vez o Executivo não assume a sua responsabilidade e quer colocar a culpa das mazelas da administração em terceiro, de forma alguma a comunicação das possíveis irregularidade realizada pelo vereador Delegado Morari e demais participantes do concurso teve o objetivo de prejudicar alguém, pelo contrário, visava exatamente a transparência e boa-fé do concurso, para que as pessoas que participarão tenham a certeza da justiça.

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sábado, 20 Janeiro 2018 21:01
© 2017 Todos os Diretos Reservados